quinta-feira, outubro 6

Professores do CE em greve fazem protesto durante evento da Unesco. E mais um capitulo, que ridiculo senhor Governado!

Posted by Jackson Souza on 16:41 | No comments

Sindicato diz que teve apoio de estudantes de escola particular.
Categoria estuda proposta salarial oferecida nesta quarta-feira (5)

        Professores da rede estadual do Ceará em greve há dois meses realizaram uma manifestação durante evento promovido pela Organização das Nações Unidas para a Educação (UNESCO) na noite desta quarta-feira (5), em Fortaleza. A categoria se reuniu em frente ao local do evento, em uma escola particular de Fortaleza. O discurso de abertura estava programado para ser feito pelo governador Cid Gomes (PSB), mas apenas a secretária de educação, Izolda Cela, compareceu como representante do Governo.

    Segundo o representante do sindicato dos professores (Apeoc), o professor Vinícius Araújo, a manifestação teve o apoio dos alunos da escola particular. “Tivemos a adesão dos alunos, que gritaram junto com a gente e deram todo o apoio quando relembramos o caso de violência na Assembleia Legislativa”, disse Vinícius.
    O estudante Cláudio Carvalho Neto, 17 anos, disse que se juntou aos professores durante a manifestação. "Eu e alguns amigos fomos para a frente do colégio, falamos no microfone e conversamos com o pessoal do sindicato. Sou a favor deles desde o início", disse o estudante.
    O professor Vinícius Araújo disse ainda que a proposta de reajuste salarial oferecida nesta quarta não contempla os interesses da categoria. “A tabela proposta pelo Fundeb não tem nada certo, apenas possibilidades. Queremos algo concreto”, afirma.
     A proposta do Fundeb reajusta o salário dos professores com ensino médio para R$ 1.400 (em vez do atual R$ 1.187) e de professores com ensino superior para R$ 1.820, (atualmente é R$ 1.400). O sindicato exige um salário para professores graduados 60% superior em relação ao salário de professores com ensino médio, o que daria um vencimento de R$ 2.240.
    
     Ainda de acordo com representantes do sindicato, alguns professores entraram no ginásio onde acontecia o evento e realizaram um ato. “Após o hino nacional, puxamos a palavra de ordem 'Governo ditador, respeite o professor' e depois fomos conduzidos para fora do prédio por seguranças da instituição”, disse Rosa da Fonseca, uma das manifestantes. Rosa estava vestida com uma camisa que trazia estampada um desenho do tumulto ocorrido na última quinta-feira (29), quando o professor Arivaldo Freitas disse que sangrou após ser atingido com um cassetete por policiais militares.

Impasse já dura dois meses
     Os professores estão em greve há 62 dias e reivindicam repercussão do piso base, pago a professores com ensino médio com carga de 40 horas semanais, aos professores graduados com nível superior. O Tribunal de Justiça do Ceará manteve no dia 19 de setembro a liminar que determina a suspensão da greve e o retorno das atividades com multa diária de R$ 10.000,00. Nesta sexta-feira (6), a categoria se reúne novamente com representantes do Estado, no Palácio do Abolição, sede do Governo.

 Fonte: G1


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Atenção!
Ao comentar, escolha as palavras corretas para que seu comentário atinja seu objetivo, expor sua opinião sobre determinado assunto.
Os comentários passaram por moderação da redação e serão publicados, independente do seu conteúdo, caso o comentarista tenha uma identificação válida!
Obrigado por comentar!