sábado, novembro 26

Por incrível que pareça é assim por aqui!

Posted by Jackson Souza on 14:47 | No comments
Deixe seu comentário.

        Em nosso município quem tenta torna publico o que é já é publico, preparem-se para ser bastante criticado, ameaçado e até chantageado, os políticos não querem pessoas esclarecidas, pois eles são os principais beneficiados com a ignorância dos senadorsaenses, pelo menos em sua maioria. E os poucos que são cientes já estão comendo miúdo, como chamamos popularmente ou está ganhando sua pequena fatia do bolo, esse que torna uma carne fresca na boca dos cães corruptos que fazem de um tudo para não largarem esse filé.
      Nossos vereadores que na teoria serve para elaborar projetos que beneficie todos os cidadãos deste município, fiscalizar a gestão para ver se a mesma está fazendo seu correto papel, dentre outras, porém na prática o negocio muda completamente de lado e esses que deveriam ser os principais aliados da população de um município tornam-se apenas mais alguns vilões que ajudam apenas de quatro em quatro anos e sugam os direitos, a dignidade e se formos mais a fundo até a vida.
      Eu como jornalista amador e principalmente como cidadão senadorsaense tenho o direito de saber para onde vai à verba destinada ao meu município e conseqüentemente o dever de informa aos demais cidadãos sobre o mesmo.
  A imprensa tem o dever de informa para os cidadãos o que acontece dentro dos órgãos públicos e onde são gasto tantos impostos pagos ao governo.

 Conheça, o papel da imprensa!
     Podemos até discutir se a imprensa é democrática ou não, se abrange a todos os setores da sociedade ou não, mas o fato de uma notícia não ser do nosso agrado, ou não ter a condução que achávamos que deveria ter não nos dá o direito de desqualificarmos a imprensa, ainda mais dando margem para a interpretação da generalização.
     Se hoje a imprensa atingiu um nível de "fazer o que dá ibope", ela tem muita parcela de culpa nisso, é incontestável tal afirmação, mas a culpa também é da sociedade de massa, que preza cada vez menos pela qualidade na informação e dá valor a notícia escachada, ridicularizada e sensacionalista. Hoje vivemos tempos em que se espera da mídia (não por parte de todos, mas da maioria) o espetáculo da noticia.
     E se a população chegou a tal ponto, é por total falta de formação intelectual, conceitual e crítica. Acredito que não seja mistério pra ninguém a REAL situação conceitual do brasileiro de um modo geral. Isso, as pessoas iriam adquirir, se tivessem um ensino de qualidade. E não tem.
     Portanto, a imprensa de massa, é o retrato fiel e exato da sociedade de massa. Se nesse país tivéssemos educação decente, a sociedade seria bem mais conceituada assim como tudo a que nele se reflete como a imprensa, a política e etc.
     Posso estar sendo sectário, mas infelizmente, parte da imprensa se dirige a essa parte de leitor/telespectador/ouvinte, porque é mais fácil agradá-los. É mais fácil chegar até eles pelo nível quase nulo de senso crítico. Essa parte da imprensa, que é a imprensa DE MASSA, merece sim ser criticada, porque ela poderia fazer o inverso do governo e orientar melhor o povo. Mas isso não é de interesse comercial.
     E para atingir essa parte do povo, basta jogar bastante comoção na notícia. Sendo de forma humana ou desumana.
    Mas existem outras parcelas da imprensa que não agem dessa forma. Essa parcela não merece as críticas que muitas vezes são feitas em tom generalizados, mas que cabe somente a mídia de massa.

     Eu não discordo das criticas que foram feitas aos grandes veículos de comunicação na condução que deram ao caso Eloá. Assim como também critico parte do manuseio midiático no caso João Hélio, Escola de Base, entre outros. Em minha opinião, os jornalistas cometeram um erro jornalístico inaceitável no caso do seqüestro no ABC paulista: se envolveram emocionalmente com a notícia e procuraram articulá-la de uma forma que fosse de grande apelo, mas muitos profissionais da comunicação fizeram isso emocionalmente envolvido.
     Como os professores de jornalismo cansam de dizer nas aulas: o jornalista não deve NUNCA (por mais difícil que possa parecer) se envolver emocionalmente no caso. Das duas uma: ou ela “sensacionaliza” demais, ou ele ridiculariza demais. No caso do seqüestro, talvez tenha acontecido os dois.
    Uma coisa é preciso ser mencionada: a imprensa errou, erra e sempre irá errar. Ora, a imprensa é composta por seres humanos e seres humanos são passíveis de erros.
     E no quesito educação, volto a dizer que a imprensa de massa poderia "educar" melhor o povo, enriquecer o nível intelectual e cultural da sociedade de massa. Mas aí eu pergunto: O que eles vão ganhar financeiramente com isso???

     Como muitas outras coisas, a imprensa já foi mais romântica, mas humana e tal. Hoje, (com o avanço desenfreado do sistema capitalista) a imprensa (PRINCIPALMENTE a de massa) se tornou mais um grande negócio. O que vale é agradar o publicitário e o cliente do publicitário que coloca uma propaganda no jornal. Para isso é preciso um grande número de ouvinte/telespectador/leitor. Eu também acho isso inaceitável. Muito! Mas percebi que não vamos mudar isso batendo na imprensa. Antes eu achava que sim, mas realmente não é esse o caminho. É simples: não é a imprensa que educa o povo!
     As pessoas mais antenadas não possuem um senso crítico por causa da imprensa, e sim por uma série de outros fatores que passa claro, pela educação que tiveram.
     É esse o detalhe. Enquanto o povo não vier "preparado" (educado) para lidar com a imprensa, ela vai agir da forma que tiver que agir para acumular seu capital, porque alem de tudo, a imprensa é uma fonte de renda.
     Se um dia (eu espero que sim) o povo de um modo geral (incluindo as camadas inferiores da sociedade), exigir uma imprensa integralmente de qualidade, ela vai ter que se virar e entrar nos parâmetros de exigência do seu público-consumidor.

Essa é a lei do mercado!
Para o povo vir preparado (educado) é preciso educação.
Eu acho que boa educação resolveria inúmeros problemas do nosso país. Inúmeros!!!


(H.Jackson/ Reportagens)
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Atenção!
Ao comentar, escolha as palavras corretas para que seu comentário atinja seu objetivo, expor sua opinião sobre determinado assunto.
Os comentários passaram por moderação da redação e serão publicados, independente do seu conteúdo, caso o comentarista tenha uma identificação válida!
Obrigado por comentar!