segunda-feira, abril 23

Ceará registra déficit de 40,8% nas chuvas da estação

Posted by Jackson Souza on 21:18 | No comments
Clique para Ampliar
Variação negativa para as chuvas e quebra na safra de grãos exigem medidas emergenciais contra a seca no NE
Crato Levantamento da Fundação Cearense de Meteorologia (Funceme) para a pluviometria no Ceará aponta que, entre o dia primeiro de fevereiro até o dia 15 abril, houve um decréscimo de 40,8% entre as chuvas registradas e a média histórica. Foram registrados 291,1 milímetros diante da média de 491,6 milímetros. A macrorregião com menor volume de chuvas é o Sertão Central e Inhamuns, com variação negativa de 49,2%. Choveu apenas 195,6mm, onde a média história é de 385,2mm.

A macrorregião do Litoral de Fortaleza é a que tem o menor déficit (-23,9%), com registro de 454mm, para uma média histórica de 596mm. Porém, é na macrorregião do Litoral do Pecém, onde a variação negativa foi maior (-50,9%), com 240,6mm de chuvas, diante de uma média de 490,4mm.

A pouca quantidade de chuvas já ocasiona grandes prejuízos e danos as plantações. Até agora, nos Municípios de Morada Nova, Independência, Boa Viagem e Ibicuitinga, os agricultores já tiveram perdas de até 80%. De acordo com a Ematerce, com relação à produção estimada para 2012, os dados atuais da situação até o dia 15 de abril, mostram uma variação negativa da ordem de 57,47% do total de grãos a ser colhido em todo o Estado em 2012, comparado à produção de grãos colhida no ano de 2011.

O total da produção de grãos em sequeiro e mandioca, estimado até este período, é inferior em 36,48% em relação à produção total de sequeiro colhida em 2011 e inferior em 35,06% ao total da safra estimado inicialmente. O milho participa com 71,14% desta produção estimada de grãos, seguido pelo feijão com 22,37%, pelo arroz, com 3,68%, e pela mamona, com 1,93%. Entretanto, a avaliação ainda não foi concluída.

Seguro
Após a inscrição e seleção do agricultores que participam do Programa Garantia Safra, que aconteceu ainda em 2011, a Secretaria de Desenvolvimento Agrário do Ceará (SDA) vai realizar, a partir de hoje, um ciclo de capacitações para os parceiros, que participam de movimentos sociais, membros de órgão como Ematerce e, sobretudo, secretários de Agricultura dos Municípios, para capacitá-los sobre as mudanças na Portaria 15, do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA).

A portaria disciplina os requisitos para a aplicação dos laudos de verificação de plantio e avaliação de perdas nas lavouras. Segundo a equipe de monitoria da gerência de planejamento da Ematerce, as perdas já ultrapassaram 50%.

Uma das propostas consideradas pelos Estados que estão sofrendo com a falta de chuvas é a elaboração de um plano emergencial para combater os efeitos da estiagem. No Ceará, devido ao baixo volume de chuvas que, neste ano, foi menor que a média histórica, o governador Cid Gomes está tentando viabilizar antecipação do pagamento das parcelas do programa Garantia Safra, do Governo Federal. Ontem, ele participou de uma reunião com a presidenta Dilma Rousseff e demais governadores dos Estados do Nordeste para a elaboração de ações de combate aos efeitos da seca.

Ao todo, serão realizados sete encontros regionais de capacita-ção sobre as mudanças da Portaria. O primeiro acontece em Crato, seguido por Limoeiro do Norte, para os Municípios do Território do Vale do Jaguaribe; Quixadá, para os Municípios do Território do Sertão Central; Crateús, para o Território Inhamuns e Crateús; Fortaleza, para o Território José de Alencar (RMF), Maciço de Baturité; Sertões de Canindé; Litoral Leste; e, por último em Itapipoca, para o Território do Vale do Curu e Aracatiaçu.

As capacitações vão possibilitar a habilitação para que os Municípios façam suas solicitações de vistorias, em substituição ao envio do comunicado de ocorrências de perdas de safras anteriores. Agora, as solicitações serão feitas on-line, por meio do sistema implantado pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário. A partir dos requerimentos, os técnicos vistoriadores, indicados na solicitação de vistoria, terão disponibilizado os laudos para que estes sejam preenchidos e posteriormente enviados ao MDA. Os técnicos ainda farão as visitas às lavouras para realizar a empostação dos laudos e avaliação dos percentuais de perdas que serão avaliadas pela coordenação nacional do Programa Garantia Safra.

De acordo coordenador do programa no Ceará, José Arimatea Gonçalves, os efeitos da seca já estão se refletem na vida dos agricultores. "As alterações na Portaria 15 é o único caminho para a liberação dos recursos para os Municípios. O Garantia Safra assegura um benefício mensal que evita o empobrecimento no meio rural e isso é de fundamental importância, por isso é necessário que seja garantida a liberação dos recursos", afirma.

Fonte: Diario do Nordeste
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Atenção!
Ao comentar, escolha as palavras corretas para que seu comentário atinja seu objetivo, expor sua opinião sobre determinado assunto.
Os comentários passaram por moderação da redação e serão publicados, independente do seu conteúdo, caso o comentarista tenha uma identificação válida!
Obrigado por comentar!