quinta-feira, março 28

Notícia: Bolsa Estiagem e seguro safra será pago até julho.

Posted by Jackson Souza on 11:08 | No comments

Ações emergenciais serão ratificadas com a vinda da presidente da República ao Ceará, no próximo dia 2

Fortaleza. O ministro do Desenvolvimento Agrário (MDA), Pepe Vargas, antecipou medidas que se incluem no pacote das ações adotadas pelo Governo Federal no Combate à Seca. Dentre essas estão prorrogação do Seguro Safra até o mês de julho e ainda do Bolsa Estiagem por mais quatro meses.

As mandalas são algumas das atividades produtivas que estarão sendo incentivadas, a fim de fixar o homem no meio rural e conviver com a seca FOTO: CID BARBOSA
As medidas serão ratificadas pela presidente Dilma Rousseff, durante sua vinda ao Ceará. Ela estará no próximo dia 2, no Centro de Eventos, quando participará da reunião do Conselho Deliberativo da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene).

O secretário de Desenvolvimento Agrário (SDA), Nelson Martins, informou que as duas ações atendem pleitos, especialmente dos prefeitos cearenses, que também pediram pressa nas ações de combate à seca na reunião ocorrida na terça-feira passada, na sede da Cogerh, localizada no Cambeba.

"Na verdade, a vinda da presidente Dilma do Ceará será recheada de anúncios voltados para minorar o sofrimento do sertanejo", disse Martins. Assim, são aguardados recursos para construção de mais adutoras, liberação de milho para alimentação do rebanho (inclusive com transporte por navio para chegar até o Ceará), investimento em forragem animal e atendimento de água para as populações mais desassistidas no semiárido.

Segundo Martins, o pacote de medidas tem sido aguardado com muita expectativa, até porque, conforme contou, tem sido recorrentes os telefonemas de Brasília, para ouvir do Executivo cearense sobre os principais pleitos destinados ao enfrentamento da seca, que chega ao segundo ano consecutivo.

Crédito

Martins disse que algumas dessas iniciativas estão sendo antecipadas, devido à necessidade de atender aos pedidos das áreas mais afetadas pela estiagem. O titular da SDA, que esteve em Brasília na terça-feira passada, também teve a confirmação do Ministério do Desenvolvimento Social da liberação de R$ 48 milhões para atender aqueles que estão cadastradas no Bolsa Família. Com isso, serão beneficiados, no Ceará, cerca de 20 mil famílias, que receberão cada uma R$ 2.400,00 para instalação de projetos produtivos, como mandalas, produção avícola, caprina e ovina, dentre outras.

Ainda na tarde de ontem houve uma reunião na sede da Ematerce, órgão que ficará responsável para orientar os produtores rurais sobre as áreas viáveis para investimentos da verba.

A reunião foi voltada para definir prazos de inscrição, documentação necessária, bem como informações necessária para se obter acesso aos recursos destinados aos projetos produtivos.

Também no Distrito Federal, Martins foi informado de que até maio deste ano, o Ministério da Agricultura e Combate à fome deverá anunciar a elevação ou não do Ceará e outros Estados do Nordeste do status para rebanho livre da febre aftosa com vacinação. O resultado sairá após análise dos exames de sorologia que se dará no próximo mês. O anúncio interessa, sobretudo, aos Estados do Ceará, Piauí, Alagoas, Maranhão e Pará, que foram os concluíram à tempo os trabalhos.

"Estamos todos no aguardo desse anúncio, que é o reconhecimento nacional, para que o Ceará possa atingir o tão almejado status de livre da febre aftosa com vacinação", afirmou o secretário de Desenvolvimento Agrário, que manifestou, ainda, está otimista com o resultado a ser anunciado pelo MDA.

Contudo, destaca que a grande expectativa é com relação ao que poderá significar em medidas eficazes no enfrentamento da seca. Martins disse que há uma preocupação em diferentes âmbitos da máquina administrativa, federal, estadual e municipal, no sentido de que sejam assegurados água e alimentos não apenas para as pessoas, como também para os animais.

Dinheiro

Contudo, entende que houve um avanço considerável com a prorrogação do Seguro Safra, uma vez a última parceria deveria ser paga até abril próximo. No Ceará, são atendidos 240 mil pessoas, que recebem parcela de R$ 132,00. Já o Bolsa Estiagem atende 205 mil pessoas, que recebem parcelas de R$ 80,00.

O Bolsa Estiagem, ou auxílio emergencial financeiro, é coordenado pelo Ministério da Integração Nacional. O programa atende moradores de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe, além do Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, e tem o objetivo de ajudar os trabalhadores rurais a repor a produção de alimentos prejudicada pela falta de chuva.

Enquanto isso, a vinda da presidente Dilma também é aguardada pelos prefeitos cearenses como uma forma de se obter nesse momento maior autonomia para administrar recursos destinados a enfrentar os efeitos causados pela seca.

Na reunião ocorrida na terça-feira passada na sede da Cogerh, cerca de 40 prefeitos se posicionaram por uma iniciativa do Ceará para que haja verbas disponíveis, a fim de que os gestores possam melhor atuar na aquisição carros-pipas, manutenção e instalação de novos de poços profundos. Além disso, são esperados recursos para se iniciar os trabalhos de desassoreamento de açudes, num período em que muitos se encontram secos.

Fonte: Diário do Nordeste
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Atenção!
Ao comentar, escolha as palavras corretas para que seu comentário atinja seu objetivo, expor sua opinião sobre determinado assunto.
Os comentários passaram por moderação da redação e serão publicados, independente do seu conteúdo, caso o comentarista tenha uma identificação válida!
Obrigado por comentar!