sábado, maio 17

Lula diz que é 'babaquice' exigência de Metrô até 'dentro do estádio'

Posted by Jackson Souza on 14:22 | No comments
O ex-presidente Luiz Inácio da Silva (PT) cobrou a regulação dos meios de comunicação no Brasil durante palestra realizada nesta sexta-feira (16), em São Paulo (Foto: André Lucas Almeida/Futura Press/Estadão Conteúdo) 

 Lula participou de encontro com blogueiros. (Foto: André Lucas Almeida/Futura Press/Estadão Conteúdo)

Lula cobrou regulação da mídia em encontro com blogueiros em SP.
Ao lado de Padilha, ele apontou falhas do PSDB no governo paulista.

 
O ex-presidente Luiz Inácio da Silva (PT) disse nesta sexta-feira (16) que o Brasil está pronto para receber a Copa do Mundo. Lula chegou a usar o termo "babaquice" para se referir às exigências de metrô para levar turistas até "dentro dos estádios".
Lula fez a afirmação nesta manhã durante o 4º Encontro Nacional de Blogueiros e Ativistas Digitais, em São Paulo.
O ex-presidente disse ainda não temer manifestações durante a Copa do Mundo. "Tenho medo de acontecer o que aconteceu com  Uruguai aqui em 50 (...) Entramos de salto alto e perdemos de 2 a 1", disse.
 
'Ah, não, porque turista tem que ter metrô que leve até dentro do estádio'. Que babaquice é essa? Nós temos é que dar garantia para essa gente assistir ao jogo, comer nossa comida (...), é isso que temos que ter orgulho"
Luiz Inácio Lula da Silva,
ex-presidente da República
 
      Confiante no acolhimento dos brasileiros, o ex-presidente demonstrou otimismo com a competição.  "A Copa do Mundo é uma chance para a gente se mostrar", disse. Em uma crítica indireta a supostas exigências para atender turistas que vão aos jogos, Lula lembrou sua trajetória de torcedor do Corinthians e as vezes em que se deslocou para acompanhar as partidas.
"Nós nunca tivemos problemas de andar a pé. Anda a pé, vai descalço vai de bicicleta, vai de jumento, vai de qualquer coisa. Acha que a gente está preocupado?", disse.
"'Ah, não, porque turista tem que ter metrô que leve até dentro do estádio'. Que babaquice é essa? Nós temos é que dar garantia para essa gente assistir ao jogo, comer nossa comida (...), é isso que temos que ter orgulho", afirmou.

Regulação dos meios de comunicação
Lula também cobrou a regulação dos meios de comunicação no Brasil. Ao lado do ex-ministro Alexandre Padilha e do prefeito Fernando Haddad, ele criticou a forma como a mídia tratou sua entrevista anterior a blogueiros, em abril.  Para o presidente, o tema foi tratado de forma equivocada e ele ressaltou que tem o direito de escolher seus entrevistadores.
"Eu fiquei deprê com a violência com que alguns setores de comunicação trataram aquela entrevista", afirmou. Lula justificou o fato de não dar muitas entrevistas por não ter, atualmente, um cargo público. "Eu não tenho nenhum cargo público e eu me dou ao direito de dar entrevista pra quem eu quero, responder o que eu quero, na hora que eu quero."
Para justificar sua defesa da regulação da mídia, Lula disse que os meios de comunicação já são alvo de regulamentação em todo o mundo. "Que não venham dizer que isso é censura, que estamos tentando controlar os meios de comunicação, porque quem tem que controlar os meios de comunicação é o telespectador, é o ouvinte, é o leitor. O que todos nós exigimos é que haja neutralidade e seriedade nas informações nesse país", disse.
"A imprensa me trata bem, não tenho queixa. A única mágoa que eu tenho é que, quando faço critica à imprensa, alguns escrevem que Lula ataca a imprensa. Quando eles me atacam, eles falam que fazem críticas", disse. "Uma grande minoria fala a verdade."
O ex-presidente afirmou considerar que sua sucessora, Dilma Rousseff, e o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), vêm sendo atacados de forma desproporcional pela oposição e pela imprensa. "Eu não conheço ninguém que no primeiro ano tomou a quantidade de porrada que você tomou", disse, entre risadas, para o prefeito petista.
Volume morto e análise da conjuntura
Durante a palestra que durou mais de uma hora, o ex-presidente Lula também criticou o PSDB pela crise de abastecimento no estado. "Se eles têm capacidade de ressuscitar o tal do morto [volume], por que não fizeram antes?", questionou Lula sobre as obras para bombear a água do volume morto do Sistema Cantareira.
"Será que ninguém pensou em fazer mais um poço ou será que eles pensam que nordestino que mora aqui não bebe água?", perguntou. Apesar de admitir que a falta de chuvas agravou o problema, mas diz que faltaram investimentos.
Em nota, o presidente estadual do PSDB de São Paulo, deputado Duarte Nogueira, afirmou que Lula “é especialista em fazer críticas e piadas de mau gosto sobre os outros, mas senta em cima dos próprios problemas”. Segundo o tucano, o ex-presidente “usa e abusa da soberba para criticar a grave seca que os paulistas enfrentam e insinua que o governo de São Paulo não se preparou para o problema”.
“Além de não dar ao assunto o respeito e seriedade necessários, Lula dá mostras de que desconhece o tema, bem como os esforços e a competência do governo paulista no combate à seca”, disse o deputado. “Mas já que Lula tocou no assunto para fazer acusações, por que não aproveitou para explicar o motivo pelo qual, depois de 11 anos, as obras de transposição do Rio São Francisco não desviaram um único m³ de água para a tão sofrida população do nordeste?”, concluiu.

Fonte: G1
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Atenção!
Ao comentar, escolha as palavras corretas para que seu comentário atinja seu objetivo, expor sua opinião sobre determinado assunto.
Os comentários passaram por moderação da redação e serão publicados, independente do seu conteúdo, caso o comentarista tenha uma identificação válida!
Obrigado por comentar!