terça-feira, julho 8

CID GOMES tenta entrar no vestiário da seleção sem autorização e ainda agride funcionário.

Posted by Jackson Souza on 23:38 | No comments


      Vocês sabem que há gente que gosta muito de futebol, muito mesmo! Gosta de tudo o que envolve este notável esporte em que 20 homens correm atrás da mesma bola, havendo dois outros cuja tarefa é impedir que ela atravesse um pedaço delimitado de cada um dos respectivos lados menores do retângulo. E a admiração irrestrita pelo ludopédio, em alguns casos, não reconhece limites — nem mesmo, ou especialmente, os do vestiário. É o caso do governador Cid (PROS), do Ceará, da família Gomes, que parece ser adepta de um método. Vamos ver.
        O busílis é o seguinte. Depois da partida em Fortaleza entre as Seleções do Brasil e da Colômbia, Cid tentou invadir — e a palavra é mesmo essa, como admite, sem querer, nota oficial do próprio governador — o vestiário dos canarinhos. Levava consigo uma “Brasuca”, que, segundo diz, queria que fosse autografada pelos jogadores. Sabem como é… Governador, uma verdadeira “otoridade”, Cid não quis esperar ou, sei lá, recorrer a algum intermediário para que levasse a pelota até os heróis da tarde. Preferiu ir ele mesmo, em pessoa, para experimentar, um pouco que fosse, do calor e da excitação da vitória. A paixão excessiva cega, não é?
       Mas Cid não conseguiu entrar. Não tinha credencial. Muita gente reclama do que seria a arrogância apátrida da Fifa, que impõe o seu padrão aonde quer que vá. Até eu, confesso, cheguei a me irritar certa feita. Vejo agora que era um resquício de caipirice da minha parte. A regra imposta pela organização tem ao menos o condão de impedir que arrogantes locais imponham a sua vontade apenas porque são, afinal, “otoridades”.
      Cid não atravessou a linha que dá acesso ao vestiário. Foi barrado por um rapaz chamado Anderson Feitoza, também ele cearense. Era um dos voluntários que estavam trabalhando para a Fifa. Segundo o relato, o governador, “aparentemente embriagado”, lhe desferiu um tapa no pescoço e o chamou de “abestado”, o que teria chamado a atenção do jogador David Luiz, que interveio, então, em defesa do rapaz. Anderson ganhou uma camisa autografada e ainda posou para a foto que se vê lá no alto, em companhia do próprio David Luiz e de Thiago Silva, os dois heróis daquele dia. Leiam o relato que o jovem postou no Facebook. 

Matéria da jornal O FOLHA, ABAIXO:
      Um voluntário da Copa em Fortaleza usou sua conta numa rede social para protestar contra um tapa que diz ter levado do governador do Ceará Cid Gomes (Pros), na última sexta-feira (4). O estudante Anderson Feitoza fez parte do corpo de voluntários da Fifa e atuou na vitória do Brasil diante da Colômbia, no Castelão, em Fortaleza. Segundo ele, após o jogo, o governador, “aparentemente embriagado” e “sem credencial”, tentou ir até o vestiário da seleção carregando uma bola para que fosse autografada pelos jogadores
O voluntário diz que negou o acesso ao governador, ao seguir uma determinação da Fifa. Ele afirma que, por causa disso, foi chamado de “abestado” e recebeu tapas no pescoço dados por Cid, irmão do ex-ministro e ex-governador Ciro Gomes
. Ainda de acordo com ele, o jogador David Luiz presenciou a cena e o retirou do local, presenteando-o com uma camisa autografada.
O post feito pelo estudante, um dia após o suposto episódio, teve 5.696 compartilhamentos e 524 comentários no Facebook. Procurado, ele disse que está impedido pela Fifa de dar entrevista até o dia 9 deste mês.

     Em nota, o governador Cid Gomes negou que tenha agredido o voluntário. “Não procede a informação sobre uma agressão minha a um segurança que atuava na Arena Castelão”, diz um trecho da nota
Em outra parte, Cid afirma: “Eu, como governador do Estado, me empenhei pessoalmente para que a Copa do Mundo acontecesse em Fortaleza em clima de paz”. A assessoria do governador, no entanto, confirmou que após o jogo do Brasil Cid tentou levar uma bola para receber autógrafo dos jogadores.      A assessoria também informa que ele foi barrado por estar sem a credencial da Fifa. Segundo seus assessores, porém, Cid teria protestado de maneira contida e aceitado tranquilamente o veto. (Folhapress) 
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Atenção!
Ao comentar, escolha as palavras corretas para que seu comentário atinja seu objetivo, expor sua opinião sobre determinado assunto.
Os comentários passaram por moderação da redação e serão publicados, independente do seu conteúdo, caso o comentarista tenha uma identificação válida!
Obrigado por comentar!