quarta-feira, novembro 26

Lendas e Mitos senadorsaenses. Confira!

Posted by Jackson Souza on 13:08 | 3 comments


A LENDÁRIA CASA DO CÃO.


Na cidade de Senador Sá a dois quilômetros de da Sede, estar localizada na fazenda Olho d’água dos Picos, hoje de propriedade do Senhor Estanislau, a “casa do cão ou casa de pedra”. Para quem vai visitar pela primeira vez esta construção obtém-se informações em sua maioria fantasiosas. Se tem ideia de um local mal assombrado ou coisa parecida. Para a maioria dos moradores da cidade de Senador Sá, esta construção curiosa em blocos de pedras foi edificada pelo diabo? Ou não?
A Casa de pedra foi construída na encosta do Serrote da Fazenda Olho D’água dos Picos. É um local agradável em função de uma Nascente ali surgida, que além da beleza dada pela natureza transmite uma paz interior contradizendo assim ao nome dado aquele lugar.
Há também uma lenda de que a finalidade da construção era um forte para abrigo contra invasores. Pela largura das paredes parece ter sida construída pelos escravos, hoje ainda é possível observar suas dimensões estas paredes revelam um curioso capricho de seus construtores que se preocuparam com sua perfeição. 
 
SERROTE OLHO D’ÁGUA DOS PICOS.
 
VEGETAÇÃO PRÓXIMA A NASCENTE. 

  
 
Capetinha da garrafa
Segundo a lenda, nos arredores de Senador Sá morava um homem por nome de Anastácio que tinha um pacto com o demônio, ele mantinha dois demônios dentro de uma garrafa, de lá eles só saiam para ajudar Anastácio nas lidas na roça.
As cruzinhas
Algum tempo atrás existiu uma moça muito bonita com nome de Maria José, ela morreu defendendo sua honra quando foi atacada por um homem que queria lhe estupra-la, o ocorrido aconteceu no trajeto entre Senador Sá e Croa do Angico, lugar onde morava.
Durante a luta o homem mata a jovem e enterra na areia de um rio que passava ali perto, segundo os moradores do lugar o crime só foi descoberto dias depois, quando pessoas passavam ali perto onde ocorreu o crime, conta ainda a lenda que ouvia-se choro da jovem, e messe depois descobriram quem havia matado a moça, seu próprio namorado. Hoje ele é considerada uma santa para a população de Senador Sá, no lugar onde ela foi morta construíram uma capela para agradecer as graças alcançadas por ela em forma de promessas.
Cururu do Enjeitado
Segundo a lenda, o cururu cantava sempre que o inverno estava pra chegar, ele tinha uma garganta privilegiada, sempre que alguém ouvia, ficava muito animado pôs sábia que naquele ano haveria um bom inverno. 
Reações:

3 comentários:

  1. Muito bom, Parabens Jackson, vc acaba de me ajudar num trabalho da facul

    ResponderExcluir
  2. Recentemente uma dupla de historiadores vieram conhecer a famosa "casa do cão" que remota a época antes mesmo da estrada de ferro. Veja: http://jacksonsenadorsa.blogspot.com.br/2016/07/historiadores-visitam-casa-de-pedra-em.html

    ResponderExcluir
  3. A estimada professora Nenzinha, que todos conhecemos e amamos fez um trabalho maravilhoso sobre nossa cidade. Confira: http://jacksonsenadorsa.blogspot.com.br/p/historico-do-municipio-de-senador-sa.html

    ResponderExcluir

Atenção!
Ao comentar, escolha as palavras corretas para que seu comentário atinja seu objetivo, expor sua opinião sobre determinado assunto.
Os comentários passaram por moderação da redação e serão publicados, independente do seu conteúdo, caso o comentarista tenha uma identificação válida!
Obrigado por comentar!