terça-feira, julho 28

Comentário: "Uma gestão sem futuro!"

Posted by Jackson Souza on 14:57 in , , | 2 comments

Da esperança ao descredito!
    
      2009, com uma eleição onde mesmo sendo uma indicação do ex gestor Sancho Rodrigues, seu pai, Alex S. ainda sem credibilidade política veio para bater de frente com a desastrosa gestão de Rui A. e assim tornou-se a esperança para um município melhor, uma esperança satirizada, mas existente! Elegeu-se sem grande dificuldade  e iniciou sua gestão com um índice de aprovação alto! Em seu primeiro  mandato, Alex Sandro Rodrigues (PSDB) foi eleito com 1.417 votos (37, 07%) do total válido, enquanto que o segundo colocado, José Rui Nogueira (PR), obteve 35, 56%, e o terceiro candidato, Eugênio Parceli (Atual parceiro da gestão e um cotado nome a substituição de Alex S. para as eleições de 2016), candidato do PRB, ficou com 27,37% dos votos, e logo sofreu processo com interesse na cassação de seu mandato que com o vai e vem judicial acabou assumindo a prefeitura como chefe do executivo e o mesmo foi arquivado.
     

   2012, mesmo com um índice baixo de aprovação e sem grandes feitos na primeira gestão Alex S. teve sorte com seus concorrentes. Que entre as opções tornou-se o "menos ruim" e com uma campanha de baixo calão oferecida pelo principal concorrente a reeleição ficava cada vez mais fácil, o que explica a vantagem que o eleito teve em cima do segundo colocado. No segundo mandato, Alex Sandro Rodrigues (PSDB) foi reeleito com 2.582 votos (54, 12%) do total válido, enquanto que o segundo colocado, Paulo Vitor Barbalho (PSB), obteve 45, 34%, e o terceiro candidato, Cleuton Eustácio, candidato do PTB, ficou com 0,54% dos votos e assim pela primeira vez foi reeleito um prefeito em Senador Sá e com tal vantagem, com mais de 400 votos!, Assim hoje estamos com quase sete anos de administração e atualmente o gestor tem o índice baixo de aprovação.
       Na educação: Nessa área os índices passaram de vermelho para verde, (aceitavel), os salários foram estabilizados e não sofreram atrasos, iniciou o transporte matutino para os universitários, escola foi ganhadora do "escola nota dez", após quase dez anos depois de conquistar a verba a creche padrão federal é concluida e no geral a qualidade do ensino melhorou muito em comparação a gestão anterior.
     Na saúde: Construiu o psf centro, recebeu médicos pelo "mais médicos" melhorando o atendimento, construiu o posto anexo do matadouro (ainda aguardando funcionamento), melhorou o atendimento básico a saúde, construiu a academia da saúde, aumentou a frota de veículos. Obs: Uma promessa em aberto é a aquisição de uma uti móvel para o município.Porém muitos setores do mesmo ainda necessitam de melhorias como o odontológico, um outro ponto que os municípies vem sofrendo é a constante falta de materiais, cancelando ou atrasando os atendimentos ja marcados, e a falta de medicamentos básicos.
        Segurança: Sem qualquer avanço por parte do executico municipal. (Iniciou o projeto "grarda municipal" mas o mesmo não obteve sucesso na prática) e acabou não funcionando na prática.
        Lazer: Sem  investimentos significativos nessa área, juventude e família não possuem opções de lazer oferecidas pelo município. (Nessa gestão houve algumas festas dançante em comemorações a algumas datas especiais) porém nenhum investimento a curto, médio ou longo prazo..
       Cultura: Além de um ou dois cursos e do projeto com os idosos, a prefeitura não investe em projetos culturais e/ou sociais nem em talentos regionais. Fornecendo algumas vezes o transporte, mas sem comprometimento.
        Transporte público: Iniciou o projeto "transporte do trabalhador" (Após anos de sua promessa e por motivos partidários), transporte universitário matutino e noturno, transporte escolar para alunos da escola profissionalizante, transporte municipal entre sede e distritos para alunos da rede escolar municipal (que antes era oferecido em "pau de arara".
         Obras e Infraestrutura: Pouquissimos metros de calçamentos foram feitos, Nenhum metro de asfalto, criado o PMSB, perfurados quase 15 poços profundo (onde ainda encontram-se a colocar em funcionamento), construido a praça da promessa no bairro do açude,  concluiu a creche pro-infância (seis anos em obras), iniciou a obra da av. 23 de agosto (que encontra-se parada a anos).
      Habitação:  Construido 29 casas do programa "minha casa,minha cida" (governo federal) nesses seis anos e meio de gestão.
       Emprego: Fez um concurso municipal, estabilizou salário, não trouxe nenhuma empresa para o municipio (não gerou empregos além dos públicos).
       Analisando e pensando nos "feitos" e "não feitos" a gestão foi meia boca, nem ótima e nem péssima, estabilizou (alguns pontos, porém não evoluiu) a cidade, mas não a fez desenvolver e/ou evoluir. O gestor em nenhum momento morou no municipio, não possui um atendimento a população e isso retrata o  tamanho da importância que a cidade tem para o mesmo. Hoje com um descredito alto o gestor  que não se pronuncia a população.
        Falta pouco mais de um ano para as próximas eleições  e hoje o descaso com a juventude mostra a desvalorização em nossas crianças e adolescentes e uma óbvio desvalorização do futuro. E por mais que nosso municipio esteja um pouco melhor em camparação as gestões anteriores, precisamos de um gestor que seja um empreendedor social e invista no futuro de nossa cidade trazendo o desenvolvimento, emprego e renda para seus municípeis e um gestor de apenas uma face! O que infelizmente não temos...
Reações:

2 comentários:

  1. Aí é que está o X da questão! Ótima matéria! Mas tem um ponto muito importante que ficou de fora. Em momento algum a matéria fala sobre os VEREADORES pois os mesmos é que tem que propor projetos de leis para melhorias da cidade e da população .Na realidade temos que cobrar tbm deles, pois os mesmos aprovam as contas do PREFEITO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Primeiramente agradecemos sua visita e comentário.
      No caso da.gestão atual, primeiro e segundo mandato, ocorreu o jogo político de ter a câmara municipal no bolso. No primeiro mandato adquiriram um ja que possuiam quatro e somado a esse teriam a maioria para aprovar e/ou negar apenas o que a gestão (executivo) desejar. Neste atual, segundo mandato, o executivo possui sete do total de nove vereadores, sendo que dos dois restantes um é oposição e outro é como se não existisse. Triste!
      Certamente se a câmara fosse formada por possoas comprometidas com a população e não apenas consigo próprio houvesse mais atividade por parte do executivo.
      Entretanto, você não esta errada! A sociedade conforma-se e não cobram e eles por sua vez acomodam-se e ficam só comendo quetinho a própria cidade.

      Excluir

Atenção!
Ao comentar, escolha as palavras corretas para que seu comentário atinja seu objetivo, expor sua opinião sobre determinado assunto.
Os comentários passaram por moderação da redação e serão publicados, independente do seu conteúdo, caso o comentarista tenha uma identificação válida!
Obrigado por comentar!