segunda-feira, março 27

História do açude Salgado em uma bela matéria via CS1-Senador Sá. Confiram!! E guardem...

Posted by Jackson Souza on 13:28 | No comments

Várias fotos juntas para termos um ângulo do açude Salgado em Senador Sá - Blog Cartão Vermelho
     Confira abaixo um pouco da história do açude Salgado localizado na sede de Senador Sá. Em uma bela matéria proporcionada por Robson Yguanna do blog CS1 de Senador Sá onde o mesmo colheu informações e uniu-as para nos oferecer esse ótimo post, digno de compartilhamento, afinal é a história de nossa cidade e ainda não temos um centro histórico que nos proporcione tal conhecimento. Confira:

HISTÓRIA | CONHEÇA UM POUCO MAIS SOBRE O AÇUDE SALGADO.

Planta do Açude | Arquivo do Sr. Rômulo Cunha
Açude Poço Salgado, ou simplesmente, Poço Salgado, esse é o verdadeiro nome do único reservatório hídrico da sede do município de Senador Sá, construído nas primeiras décadas do século XX para abastecer o arraial das pitombeiras. Em sua descrição original, o açude possui 560 metros de extensão e o ponto mais alto de sua parede tem 6,15 metros de altura, e sua capacidade hídrica é de 400.000m³, tendo seu sangradouro escavado na pedra, qual foi o órgão responsável pela execução, não consta nos documentos obtidos, porém por estudos anteriores, acreditamos que foi a IOCS, inspetoria de obras contra as secas.
Açude Poço Salgado, chegou a seca totalmente
duas vezes de 2011 para 2017-
Na imagem açude no inicio de 2017- Arquivo
Documentos obtido pelo Correio Senadorsaense CS1, divergem entre si, um afirma que o açude foi construído no ano de 1915, iniciado e terminado nesse ano. Outro documento diz que a sua construção iniciou-se em 1920 e a conclusão se deu em 1921, qual é a original não sabemos, no entanto, é do conhecimento de todos que uma das maiores secas que o cearense já enfrentou, foi a de 1915, e que neste período, como maneira de evitar os saques às fazendas, os roubos descontrolados e as invasões dos esfomeados aos recintos dos que ainda tinham algo para comer, o governo lançou, o que comumente lançava quanto vinha as “Emergências” (secas), o plano emergencial, este plano contemplava a construção de estradas, barragens e açudes, usando a mão de obra faminta e pagando com feijão e arroz e (as vezes) carne seca, por estes motivos que encontramos em diversas monografias e artigos, optamos pela versão de 1915, temos outros motivos que reforçam como sendo 1915, porém, para não sermos prolixos deixaremos para outra ocasião.
Açude  janeiro de 2017
É preciso lembrar por oportuno, que até a data de sua construção (1915), os recursos hídricos disponíveis no arraial era a lagoa do enjeitado, o olho d’agua dos picos e o cacimbão do Marfim, conhecido por muitos como o “Marifim”, esses aguentavam inverno e verões com agua de boa qualidade, ou, a menos ‘salgada’, ou a mais doce, a grosso modo, dentre as que tinha.
Olho d'gua dos picos - Imagem do arquivo
Ao longo do tempo o açude salgado sofreu vários melhoramentos que ampliaram sua capacidade hídrica, sendo hoje, segundo o senhor Romulo Cunha, herdeiro de boa parte das terras na jusante e nas margens do açude, sua capacidade superior a 1 milhão de metros cúbicos(m³), de acordo com o mesmo, na década de 70 quando o senadorsaense Francisco Ésio de Sousa ocupou o cargo de superintendente da SUDENE o açude foi revitalizado, tendo suas paredes reformadas e ampliadas, foi também neste período que o município foi agraciado com açude, que leva o nome do dito senadorsaense (Ésio de Sousa), construído no distrito de Salão.
Casa da Fazenda Marfim (Imagem da Internet)
Ainda segundo o senhor Rômulo Cunha, descendente de uma das famílias mais tradicionais do município (Os Cunhas), no final dos anos 90 o mesmo, para coibir os avanços da água em sua casa localizada as margens do açude (foto), teria escavado boa parte do mesmo próximo a sua propriedade, o que consequentemente aumentou a capacidade do açude, “hoje o açude tem em torno 1,2 milhões de metros cúbicos”, concluiu.
Açude Poço Salgado | imagem feitas próximo ao sangradouro
 Março de 2017
Foi do Açude Poço Salgado as primeiras águas que chegaram nas residências dos senadorsaense através do sistema de distribuição (cagece), foi dele também que muita gente sobreviveu em tempos, que ninguém quer que volte mais, era dele, os “caícos” (peixes pequenos) que mataram a fome de muitos senadorsaenses.
O Açude Poço Salgado havia sangrado pela última vez em 2011, ano em que as chuvas foram razoavelmente boas (suficiente), nesse ano também sangrou o tucunduba. No ano de 2017, o poço salgado chegou ao seu volume máximo no dia 22 de março, por volta das 15h00min.
DEUS SEJA LOUVADO!
Foto do Blog Senador Sá Informes
Em tempo: O Açude de Senador Sá até a presente data não tem um órgão responsável pelo seu gerenciamento.


Com informações do senhor Rômulo Cunha e relatório dos açudes do Ceará/COGERH.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Atenção!
Ao comentar, escolha as palavras corretas para que seu comentário atinja seu objetivo, expor sua opinião sobre determinado assunto.
Os comentários passaram por moderação da redação e serão publicados, independente do seu conteúdo, caso o comentarista tenha uma identificação válida!
Obrigado por comentar!